sexta-feira, 4 de julho de 2008

Fim de Semana


Será que existe alguém no mundo que não gosta de finais de semana? É, deve ter…aquelas pessoas que trabalham em pedágio ou que são pikachus de praia não devem gostar, afinal, eles trabalham (e muito) aos finais de semana.Fora eles, mesmo os que eventualmente trabalham no sábado e domingo (jornalistas como eu e meu marido, por exemplo) aguardam ansiosamente o final de semana. E esse, claro, é o nosso caso!


Mas não esperamos o final de semana para sairmos, passearmos, gandaiarmos, nada disso. Esperamos a sexta, o sábado e domingo para aproveitar esses dias de folga do nosso jeitinho: quietinhos, de boas, em casa!


Sempre acho que grande parte do amor que sentimos por outro e da decisão de termos casado vem do fato de sermos muito parecidos em um ponto: gostamos muito de ficar em casa. Para a gente, não há melhor lugar no mundo.


Quando não éramos casados, não tínhamos uma casa inteira para a gente, obviamente, e mesmo assim não saímos de casa. Ficávamos no quarto dele, vendo filme, comendo pizza, jogando videogame, conversando muito, namorando…mas isso de querer ficar em casa não tem nada a ver com putaria não. É só vontade de curtirmos nosso cantinho, nosso lugarzinho e nos curtimos.


Tanto que logo no início de namoro, no terceiro mês para ser mais exata, fizemos algo que eu considerei uma loucura: compramos um projetor. Eita aparelhinho caro: R$ 4 mil (que juntamos durante um ano). Mas era nossa chance de ter um cinema (nosso programa favorito) sem sair de casa (nosso programa mais favorito). Mas eu pensava: meu Deus, se esse namoro não ser certo (por mais que eu tivesse certeza que daria) o que faríamos com aquele treco?


Fato é que hoje temos nossa casa (um ap na verdade) e quase nunca queremos sair. Os amigos reclamam – muito – de nós: anti-sociais, velhos, cansados e preguiçosos é o que mais ouvimos. E somos mesmo! Quer dizer, mais ou menos…porque adoramos recebê-los. Eles estão sempre por lá. Convidamos para filmes, pizzas, festinhas, bate-papos..mas não nos chame para sair, você pode se decepcionar, hehehehe


Temos até uma rotininha que adoramos (embora muitos digam que as rotinas são o fim da união): sexta-feira comemos lanche de uma padaria específica que ele adora. Ele pede enquanto estou no caminho. Comemos e vou lavar a roupa (senão ela não seca até domingo a noite, quando passo).


Sábado é o dia que saímos, passeamos. Comemos fora e se temos algo para fazer (loja de construção, shopping, etc.) vamos no sábado. A noite quase sempre vai alguém lá jantar com a gente. Amigos, sogros (os meus), mais sogros (os dele), ou comemos uma pizza sozinhos (que me desculpem os convidados mas a-do-ra-mos).


E domingo é o dia de casarar. Nada de hora marcada, mas é o dia que tiramos para dormir até a hora que quisermos (quando o Théo deixa, claro). Faço almoço e ficamos a tarde toda na cama, vendo filme, TV, casarando, casarando e casarando (se é que me entendem). A noite comemos um lanchinho feito por mim ou um miojo, passo roupa, casaramos mais um pouquinho e vamos dormir, torcendo para que o próximo finde chegue logo!




Falta muito para a sexta-feira a noite?
Arquivado em: Sem categoria I Comentários (0)

0 comentários:

 

Casarando Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino