sexta-feira, 14 de maio de 2010

Casar pra que?



Ok, todo mundo sabe: sou fã número um do casamento. Minha vida de casada é linda, perfeita - e bate na madeira três vezes para espantar os invejosos e o mau agouro. Porém, só defendo o casamento quando há a certeza de que ele é certo, de que a pessoa com quem se pretende casar é a certa. Obviamente, isso não é garantia de um casamento de sucesso, afinal, as pessoas mudam com o tempo e alguns desentendimentos fazem parte da vida.

Mas não me conformo que, algumas pessoas, tem todos os sinais de que a coisa não vai dar certo e mesmo assim se casam. Por exemplo, conheço uma garota que está de casamento marcado para outubro próximo. Ela namora com o noivo há 8 anos - tempo suficiente para saber se ele é ou não um cara bacana - e a conclusão é de que ele não parece ser. Mas,  mesmo assim, em poucos meses, estarão andando ao som da marcha nupcial. 


Ok, talvez eu esteja julgando demais. Vamos aos fatos para que vocês tirem as próprias conclusões: eles vivem brigando. E não são aquelas briguinhas em que, 5 minutos depois, está tudo certo. Não. Eles ficam semanas sem se falar, fazendo pirracinha um para o outro, contando por e-mail que foi em tal balada. Me fala: quando casarem, como ficarão semanas sem se ver se morarão na mesma casa? Além disso, ele fala mal do trabalho dela - onde ela é chefe, ganha bem, gosta do ambiente, das pessoas e ama o que faz - diz que ela tem que buscar algo maior na vida...oi, apoio é artigo de luxo né?? Agora, o ápice da prova de que ele não é o cara, foi uma briga em um final do ano. O palhaço - essa história deveria muito ser enviada para o blog Homem é tudo palhaço - querendo provar todo seu amor, soltou a pérola: é claro que eu te amo. Já fiquei com meninas muito mais gatas, com corpos mais bonitos, mas estou com você. Isso não prova que eu te amo? NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO! ARGHT!!!!

Outro casal que conheço, que na minha opinião não vai dar certo, pelo menos não está de casamento marcado. Mas ele, claramente não mostra interesse em se unir a moça - mesmo após 3 anos de namoro. E, na boa, acho que nem deveriam. Acredita que eles foram passar uma semana naquele paraíso que é o resort Miramar Maragogi (onde passei minhas férias o ano passado) e brigaram o tempo todo? Ela queria piscina, ele mar. Ela sol, ele sombra. Ela carne, ele lagosta. Na boa, se você briga quando está em um paraíso, onde não precisa se preocupar com trabalho, dinheiro, contas a pagar, casa para limpar, roupa para lavar e passar, quando tiver que fazer tudo isso então, sai da frente!

Por fim, a última história é de um casamento que realmente não deu certo. O cara, que nem meu amigo é, em um evento de trabalho decidiu sentar ao meu lado para desabafar: ela saiu de casa ontem, após 5 anos de casamento, me disse. Sem nenhuma explicação. Olhou para a cara dele e disse: estou indo, não quero mais estar com você e não me procure. Ele ficou então me perguntando porque? Disse que planejavam uma viagem a Paris, tinham 3 imóveis, do quais ele pagou 90% e ela 10%. Disse ainda que ela foi embora com o carro novinho, que ele também tinha pagado 90% e ela 10%. Já notaram algum problema aqui? Dane-se quem pagou mais. Não é um casamento? Não é dividir a vida? Por fim, ele me disse: liguei para a mãe dela, para perguntar o que estava acontecendo e pedir que ela me ajudasse, mas ela me disse: se ela deixou você é porque tinha motivos. Disse que vocês sempre brigavam e que você sempre jogava na cara dela que tinha comprado tudo quase sozinho. Ele então respondeu: ok, admito que errei, mas sua filha sempre foi fria comigo, nunca foi carinhosa, em 5 anos de casada não cozinhou uma única vez.... Aiiiiiiiiiiiiiii Deus, porque alguém casa com alguém que é frio e não carinhoso? A expectativa era de que ela cozinhasse para ele? Conversaram alguma vez sobre isso? Sinceramente, tenho vontade de morrer...Acho que as pessoas sofrem porque querem, e não porque o mundo é injusto.

Claro, também conheço casais que foram perfeitos um para o outro durante 10 anos de namoro e, poucos meses após o casamento - lindissímo e que rendeu fotos lindissímas - se separaram sem mais nem menos. Ele foi embora, e nem as coisas levou. 

Eu também sei que a minha história com o Marcelo não foi sempre um mar de rosas - MUITO PELO CONTRÁRIO - mas os momentos turbulentos aconteceram muito antes do namoro. Porque se, durante o namoro, por um único instante tivéssemos nos ofendido, faltado com respeito, duvidado do amor um do outro, se eu não tivesse certeza de que ele me ama do jeito que eu sou, ou ele não tivesse concordado em lavar a louça, porque eu tenho nojo, eu não teria me casado. Como disse, nada disso é certeza de que as coisas darão certo. Mas na boa, se no namoro as coisas já não são as mil maravilhas, eu desconfiaria muito. 

Esses dias li uma matéria falando do novo livro da autora de Comer, rezar, amar que se chamará Committed, a skeptic makes peace with marriage, que chegará ao Brasil em agosto com o título Comprometida – Uma história de amor. No texto, os repórteres Ivan Martins e Kátia Mello traziam seis conselhos que, segundo eles, podem ajudar a manter um casamento longo e feliz. Eu não gosto muito disso, porque acredito que se alguém conhecesse o segredo do casamento eternamente feliz, vendia, ficava milionário, alguém colocava para download no rapdshare e ninguém nunca mais se separaria, mas em um deles eu acredito muito:

"Fomos educados para acreditar que o casamento é romântico, mas ele não é. O casamento é uma relação de conexão com o parceiro, é educar os filhos juntos, é cuidar um do outro, é ser fiel um ao outro, é respeitar o companheiro acima de tudo (essa última parte eu que acrescentei)".

Portanto, pense bem, se o namoro, onde tudo deve ser lindo e maravilhoso, não é assim, eu, SINCERAMENTE, pensaria duas vezes antes de começar a mandar os convites...

4 comentários:

Débora Buarque on 26 de maio de 2010 14:25 disse...

Mulé, sinceramente, tu tem a total superhipermega razão!
acho que 1 ano é suficiente pra saber se o cara serve pra marido ou não!
Mas e eu? fico como nessa hstória?
grávida de um ex-namorado, arrumei um outro namorado grávida de 7 meses(pq eu sou linda até de buxão!)e estamos juntos há 7 anos que é a idade da nossa filha.Masss,as vzs acho que meu casamento é comodismo!já quase me separei por falta de diálogo, tolerancia e stress, e ainda não nos separamos mesmo por achar que ainda pode dar certo que é só uma questão de boa vontade e dialogo, tolerancia, calma e respoeito mútuo! só que sempre que fico indginada com algo que ele faz ou deixa de fazer fico me perguntando se não teria sido melhor estar separada e não ter que passar por aquela situação...oh vida !

Fernanda M. on 27 de maio de 2010 09:13 disse...

Adorei seu blog!!Amei mesmo!
Você tem um pensamente bem parecido com meu, mas nem foi por isso(só por isso) que adorei este blog e sim pela sincerida expressa em cada post!

Uma coisa que detesto..é gente que é casada e fica maldizendo casamento, falando que casamento é horrível,dizendo que vai na festa de casamento dos outros de preto, pq casamento é luto, até dizer que é morte em vida...Se está ruim, então separa, aprende a viver ou pensasse antes de casar, pq realmente ser casado nestas condições que vc citou deve ser horrível...

Dani Guimarães on 20 de julho de 2010 17:45 disse...

Olá! Ví que você ficou hospedada no Miramar, em Maragogi, e gostaria de saber sua opnião sobre o Resort. Vou para lá com minha família e não quero ter surpresas.
Se não se importar, meu e-mail é falecom@danielaguimaraes.com.br.
Abs.

Anônimo disse...

backlink pagerank seo keyword backlink service high pr backlinks

 

Casarando Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino